21 de mar de 2011

Takenokozoku



Em Harajuku, meados de 1979, milhares de adolescentes se juntam para dançar em grupos, vestidas com túnicas brilhantes e coloridas, são conhecidas como as Takenokozoku. Além das roupas extremamente coloridas, as adolescentes se cobriam de acessórios baratos, como apitos de plástico, colares de contas e animais de pelúcia.

As vestes eram folgadas e decoradas, geralmente usavam túnicas de poliéster brilhantes (rosa-choque, azul, roxo e violeta). Na parte de baixo calças largas e sapatilhas estudantis ou de kung-fu. 

Os acessórios mais usados eram laços, colares de pérolas falsas e chapéus de papel. No rosto: sombrancelhas grossas e maçãs bem maquiadas.

Elas se encontravam para dançar ao ar livre, pois não tinham idade ou condições financeiras para frequentar discotecas. Então, faziam festas não para aparecer, o que elas queriam mesmo era dançar. O resultado foi a formação de grupos de dança sincronizados na rua onde o objetivo básico era a formação perfeita com o restante do grupo.

FAIRY KEI



Fairy kei significa "Estilo Fada", provavelmente uma alusão ao aspecto fantasioso. O pioneiro do fairy kei foi o produtor de moda Sebastian Masudea, que em 1996 abriu a 6% DOKI DOKI.



Embora o estilo tenha iniciado a meados de 15 anos atrás, ele tornou-se bem popular apenas recentemente, provavelmente no ano de 2007. É caracterizado pela mistura de tons pastéis com cores brilhantes e fluorescentes, muitos acessórios e saias de tule. Esse é estilo inspirado no ar retrô dos anos 80 e seus ícones infantis e musicais, com uma mistura de sweet lolita, new wave e decora.


As roupas usadas pelas Fairy Keis variam bastante. Podem ser camisetas estampadas, boleros, blusas de manga comprida, shorts, leggings, vestidos ou o item preferido delas: saia de tule colorida. Utilizam acessórios infantis, meias, óculos coloridos e “nerds”, arcos, pulseiras, laços e bottons. O cabelo das adeptas do estilo são castanhos, loiros ou pintados com cores pasteis. Algumas utilizam perucas com cores que lembram as dos algodões doces. As estampas costumam ser de poneis, cupcakes, sorvetes, ursos e afins. Nos pés as Fairy Keis utilizam sapatos bonecas, sapatilhas ou tênis. Muitos consideram o estilo como uma versão mais light do Decora.


Existem duas principais marcas do estilo. A primeira delas é a loja 6% DOKIDOKI, (a loja inicialmente possuía uma tematica para o estilo Decora (que se assemelha ao Fairy Kei, mas é mais exagerado quanto as cores e acessórios), e depois se tornou representante das adeptas do estilo Fairy Kei) e a loja Spank! que surgiu em 2004 como um brechó inspirado na moda disco pop dos anos 80 e logo foi agregada ao Fairy Kei.


Hoje o estilo já é famoso e até mesmo influente em outras subculturas japonesas. É o caso das lolitas, que já vem incorporando cada vez mais algumas caracteristicas do Fairy Kei em seus visuais. Essa incorporação pode ser percebida principalmente nos tons e estampas de algumas roupas lolitas. Até mesmo a marca lolita Angelic Pretty vem fazendo modelos de roupas Fairy Kei.

4 de mar de 2011

SUICIDE GIRLS



SuicideGirls é uma comunidade que celebra a beleza alternativa e cultura alternativa de todo o mundo.
          Desde 2001, SuicideGirls é um site de assinatura que contém fotos eróticas de estilo pin-up com modelos exclusivamente do sexo feminino e de diversos lugares no globo terrestre. 

          O principal diferencial do site é os estilos e biotipos da maioria das mulheres, que não condizem com os padrões de beleza normalmente usados por outras revistas e sites de modelos. São garotas com tatuagens, piercings, cabelos coloridos, de diferentes raças e manequins, características do gênero pornográfico alt porn, ou pornografia alternativa. O site atualmente totaliza mais de 1800 modelos. O Suicide Girls também é caracterizado por promover a interação entre as modelos e seus fãs, por meio de blogs, fóruns e boards. Fazendo muito sucesso com o público indie e outras subculturas, tais como góticos e cybers.

          A instituição Suicide Girls não se restringe apenas aos ensaios de fotos e fóruns. O grupo também promove eventos off-line, caracterizando-se por serem estrelados pelas garotas mais famosas do site em grandes palcos, encenando a arte erótica. Já foram lançados dois DVDs desses eventos, o Suicide Girls: First Tour e Suicide Girls: Italian Villa, e 2 livros de fotografias. Recentemente o grupo fez uma parceria com a organização pró-animais PETA, fazendo ensaios nus protestando contra o uso de peles. Também criaram o projeto Pinups for Soldiers (Pinups para soldados), que tinha como objetivo fazer sessões fotográficas no estilo clássico pinup para enviar às tropas americanas.



          Para ter acesso ao site, os membros devem pagar uma quantia de de 4 dólares mensais. A sede se encontra em Los Angeles, EUA, onde o negócio teve início. Apesar das modelos serem de diferentes países e, portanto, falarem diferentes línguas, o idioma oficial da página é o inglês.

NAIL ART JAPONESE


O que já é febre em Tokyo está se espalhando pelo resto do mundo! As unhas decoradas japonesas são uma verdadeira arte que ganhou adeptas enchendo as mãos de adereços e muita criatividade.


As inventoras desta nova Arte são as garotas japonesas que fazem o máximo para se destacarem e construírem uma identidade visual super artística. A mania Nail Art Japonese já faz parte da cultura japonesa e é muito comum no país do Sol Nascente.



Há muitos desenhos e adereços diferentes que podem ser aplicados nas unhas, como por exemplo, adesivos, glitter, strass, plástico, renda, pérolas, tinta acrílica e até porcelana. A especialidade fica por conta de Salões de beleza que oferecem dezenas de estilos diferentes para a decoração das unhas. 



Parece exagero abusar de tantos adereços assim, mas as adeptas a nova moda, confirmam que já se acostumaram com as unhas e que elas não as atrapalham nos afazeres do dia-a-dia. 



As aplicações podem ser feitas na própria unha, em alongamento de porcelana e silicone ou em unhas postiças, existindo versões mais chamativas. Há espaço para todo tipo de criação!


Para treinar ou se divertir em casa, pode-se encontrar os materiais para decoração de unhas em casas de cosméticos, devendo escolher um pincel número zero para fazer os desenhos. Para as iniciantes, uma dica é usar tintas de tecido, que são mais fáceis de remover em caso de borrar ou errar o desenho, basta um algodão umedecido com água para retirar o excesso.




A mania das unhas decoradas já abriu espaço para a origem de feiras de beleza que só expõem esse tipo de arte, chamada de Tokyo Nail Expo A última edição ocorreu no fim do ano passado e reuniu mais de 50 mil visitantes, mostrando as novidades em decorações, com temas pra lá de divertidos e criativos.